Blog

Agricultura de precisão e água: como essa tecnologia pode auxiliar na preservação e otimização do uso deste recurso.

A agricultura de precisão, de acordo com a Embrapa, é um conjunto de técnicas de apoio à agricultura. Esta se dá por tecnologias de informação, sensores, mapas, geoprocessamento e se baseia em práticas agrícolas, clima e na variabilidade da planta em relação ao solo. Ou seja, são técnicas que visam melhorar a produtividade e o solo se baseando em estudos cartográficos, climatológicos e ambientais.

A preservação e otimização do uso da água está diretamente ligada à importância que é dada a este recurso. Se o observamos como algo imprescindível, insubstituível e finito, damos muito mais valor e tendemos a usá-lo com mais sabedoria.

Qual a importância de sua aplicação em relação ao uso de água?

Na agricultura, a água é um componente insubstituível e seu uso, quantidade e composição são definidores de uma boa safra ou não. Este recurso natural é essencial para o crescimento das plantas, tal como a luz e o calor.

Diariamente, é percebida uma nova mudança climática e intensificação dos impactos gerados a partir do aumento do efeito estufa. Chuvas mais intensas, longos períodos de seca, enchentes, deslizamentos, temperaturas extremas.

Por isso, um bom planejamento e uso, através de projetos de irrigação de precisão, podem ser uma solução para os agricultores que sofrem com estes problemas em seus cultivos, poupando recursos monetários, tempo e otimizando o trabalho e a produtividade.

Como atua a agricultura de precisão relacionada à água?

A agricultura de precisão atuando nas lavouras, visando um melhor uso e preservação da água, é dada pela irrigação de precisão. Esta consiste em métodos, aplicativos e tecnologias de monitoramento da necessidade de hidratação das culturas, permitindo poupar recursos sem proporcionar deficiências às plantas.

Ou seja, é o apoio de maneira otimizada das necessidades das plantas, com o mínimo de recursos e energia gastos. Para a implementação, existem três diferentes abordagens:

  1. Melhoramento das propriedades de retenção de água no solo – a partir: da redução da fissuração do solo com matéria orgânica; do reforço do solo com raízes grandes; da prevenção da salinização com alcalinização ou drenagem; da rotação de culturas; da prevenção da compactação.
  2. Eliminação da evaporação – a partir: da aplicação dos conceitos de agrofloresta, reduzindo a evaporação rápida por ventos; da redução da lavoura; da utilização de cobertura no solo; da aplicação de linha de irrigação de precisão subterrânea por técnicas de gotejamento.
  3. Otimização do volume de água utilizado – a partir: da consideração de mais de uma fonte de abastecimento, como a captação de água da chuva e reuso; da utilização de água antes usada e tratada; da saturação da água de acordo com as demandas da planta, instalando a irrigação no solo ou subsolo; do monitoramento das necessidades de irrigação precisas das plantas; do controle das taxas de aplicação da água, da verificação de previsões meteorológicas; da combinação de fertilização e nutrição do solo com irrigação de precisão.

E aí, gostou do conteúdo? Veja o nosso portfólio e entre em contato com a gente! Para ficar por dentro de novos conteúdos e informações importantes acerca desse tipo de assunto, acompanhe o nosso Instagram, LinkedIn, ou entre em contato através do nosso e-mail marketing@agrha.com e agende uma conversa conosco! 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Preparado para a mudança?

Rua Passo da Pátria, n° 156 - Sala 452 Bloco D
São Domingos - Niterói - RJ

(21) 96686-9176

A Agrha Consultoria é uma instituição
SEM FINS LUCRATIVOS

Copyright © 2020 Agrha Consultoria