Blog

Mudanças climáticas e seus efeitos na biodiversidade

Estudos apontam níveis alarmantes no aumento da temperatura global causado pelas mudanças climáticas. Mas como isso afeta a biodiversidade do planeta?

Como o nome já diz, as mudanças climáticas são as alterações do clima em uma escala global. São decorrentes das variações nas normais climáticas e meteorológicas, como a temperatura média, a taxa de precipitação e a intensidade dos ventos. Essas variações, por sua vez, são causadas por fenômenos naturais e por atividades humanas locais que intensificam processos como o efeito estufa.

As variações climáticas naturais se dão por fenômenos meteorológicos, como o El Niño e La Niña, que alteram a pressão atmosférica do oceano pacífico, causando uma mudança na intensidade dos ventos e alterando completamente o regime de chuvas da América do Sul, assim como a temperatura do continente.

Já as variações climáticas decorrentes dos efeitos das atividades humanas são provenientes da emissão de gases estufa e outros poluentes atmosféricos que alteram tanto a temperatura do planeta (intensificação do efeito estufa), quanto a ocorrência de chuvas ácidas, comprometendo o ciclo hidrológico global.

Estudos do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) apontam que, se reduzirmos pela metade as emissões de dióxido de carbono (CO2) até o ano de 2030, será possível limitar o aumento da temperatura global a até 1,5ºC, o que já é um aumento considerável para extinguir espécies mais sensíveis a mudanças de temperatura. 

O aumento da temperatura global do planeta pode comprometer ecossistemas inteiros, sejam eles terrestres ou aquáticos, pois existem organismos que não serão capazes de se adaptar a essas mudanças e vão se extinguir devido ao estresse ou migrar para um ambiente mais favorável. O derretimento das calotas polares irá acrescentar em grande escala o volume de água nos oceanos, subindo o nível do mar, podendo inundar territórios de baixas altitudes.

Efeitos na Biodiversidade

A biodiversidade pode ser definida como a variabilidade de organismos vivos de todas as origens, compreendendo, dentre outros, os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos de que fazem parte, compreendendo ainda a diversidade dentro de espécies, entre espécies e de ecossistemas.

A aceleração do processo aquecimento global e o aumento das emissões de gases estufa pode gerar diferentes efeitos na biodiversidade dos ecossistemas, podendo acometer a temperatura local e os nutrientes do solo e da água, afetando diretamente os organismos vivos da região. Esses estresses causados nas populações geram um desequilíbrio no ecossistema, comprometendo a sobrevivência dos indivíduos e abrindo caminho para a possível extinção de uma determinada espécie.

Nos ecossistemas aquáticos, o aumento da temperatura diminui a solubilidade dos gases na água, dificultando a entrada de oxigênio e comprometendo a produtividade primária, a ciclagem de nutrientes, a atividade metabólica dos organismos e a decomposição da matéria orgânica. Além disso, organismos que não conseguem se adaptar às novas condições do ambiente tentam migrar para ambientes mais favoráveis para sua sobrevivência, evitando a extinção.

Estratégias de Mitigação

Para a mitigação dos danos causados à biodiversidade pelas mudanças climáticas, são sugeridas estratégias de mitigação voltadas para a preservação das espécies mais sensíveis a essas mudanças. 

A remoção de outras ameaças para essas espécies, como espécies invasoras, caçadores e até mesmo o desmatamento, irá reduzir os estresses adicionais e o ambiente se tornará mais favorável para a sobrevivência da espécie, bem como a restauração dos habitats naturais desses organismos. Além disso, caso não seja possível aplicar as estratégias anteriores, o ideal é translocar essas espécies para ambientes seguros para sua reprodução e sobrevivência.

É necessário entendermos a importância da conservação da biodiversidade para maior produtividade. A Agrha Consultoria reconhece esse valor por meio de projetos sustentáveis, como florestamento, reflorestamento e produção agrícola sustentável, tendo, como  objetivo, a recuperação de áreas degradadas, restauração dos habitats de animais, controle de erosão do solo e recuperação da mata ciliar.

E aí, gostou do conteúdo? Veja o nosso portfólio e entre em contato com a gente! Para ficar por dentro de novos conteúdos e informações importantes acerca desse tipo de assunto, acompanhe o nosso Instagram, ou entre em contato através do nosso e-mail marketing@agrha.com e agende uma conversa conosco!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Preparado para a mudança?

Rua Passo da Pátria, n° 156 - Sala 452 Bloco D
São Domingos - Niterói - RJ

(21) 96686-9176

A Agrha Consultoria é uma instituição
SEM FINS LUCRATIVOS

Copyright © 2020 Agrha Consultoria