Blog

GRS E PGRS: Quais são as diferenças?

Entenda estes termos e coloque-os em prática!

A excessiva geração de resíduos, sejam estes sólidos ou líquidos, é um dos grandes problemas da sociedade moderna. Em 2020, de acordo com a Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), foram registrados mais de três mil lixões no Brasil, locais que não seguem práticas ambientalmente corretas de descarte. Outra realidade comum na sociedade atual, é o descarte de materiais plásticos no ambiente, como acontece com os canudos descartáveis, que, além de poluir, representam uma ameaça para a fauna marinha. 

Atualmente, já existem práticas e planos sustentáveis para realizar o descarte correto do lixo, como o Gerenciamento de Resíduos Sólidos (GRS) e o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS). Ambos têm como objetivo dar uma destinação correta aos materiais descartados diariamente. Entretanto, existem algumas diferenças entre esses dois termos. Em conjunto com a Ciclus Consultoria, vamos explicar quais são estas diferenças e a importância de cada um dos serviços. 

O que é Gerenciamento de Resíduos Sólidos (GRS)?

O Gerenciamento de Resíduos Sólidos (GRS) caracteriza-se por ações que busquem dar um destino ambientalmente adequado ao lixo, incluindo a sua coleta, transporte, tratamento e disposição final. As práticas de gerenciamento dependem do tipo de resíduo (orgânico ou inorgânico), da quantidade produzida e do objetivo final, variando de acordo com a realidade de cada estabelecimento. Seguem alguns projetos que se enquadram nesta categoria:

  • Projeto de Gestão de Resíduos, que inclui a separação dos resíduos, coleta seletiva, transporte e disposição final.
  • Projeto de compostagem de resíduos orgânicos, sejam eles industriais, rurais ou domésticos.
  • Projeto de biodigestor, que visa tratar resíduos sólidos rurais ou domésticos, como dejetos animais e resíduos alimentares de cozinha. 
GRS E PGRS

Sendo assim, qualquer prática que inviabilize o descarte incorreto do lixo pode ser considerada uma ação de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e deve ser amplamente difundida.

O que é o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS)?

Recentemente, a criação da Lei nº 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), estabelece algumas diretrizes sobre o manejo adequado de resíduos, que, se não seguidas, podem acarretar em multas, penalidades e perdas de licença para empresas e instituições, sejam elas privadas ou públicas. 

Essa lei dá base para o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), documento técnico que identifica o tipo, a quantidade de resíduo gerado e quais práticas devem ser seguidas, a fim de garantir que a instituição as estejam seguindo corretamente. 

PGRS
Quem precisa ter um PGRS?

O PGRS é obrigatório para alguns segmentos empresariais, são eles:

  • Indústrias de todos os tipos
  • Hospitais, clínicas e consultórios
  • Empresas de construção civil
  • Empresas de transporte
  • Empresas agropecuárias
  • Empresas geradoras de resíduos perigosos
Como obter um PGRS?

Para a obtenção de um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, faz-se necessário o auxílio de profissionais qualificados, sejam engenheiros, químicos ou biólogos, tendo conhecimento amplo em gestão ambiental. A Agrha Consultoria conta com uma equipe de graduandos em Engenharia Ambiental e com o auxílio de professores universitários desta graduação, sendo, portanto, aptos para a elaboração do documento. 

E aí, gostou do conteúdo? Entre em contato com a gente e faça um diagnóstico gratuito! Para ficar por dentro de novos conteúdos e informações importantes acerca desse tipo de assunto, acompanhe o nosso Instagram, ou entre em contato através do nosso e-mail marketing@agrha.com e agende uma conversa conosco!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Preparado para a mudança?

Rua Passo da Pátria, n° 156 - Sala 452 Bloco D
São Domingos - Niterói - RJ

(21) 96686-9176

A Agrha Consultoria é uma instituição
SEM FINS LUCRATIVOS

Copyright © 2020 Agrha Consultoria